Paparazzi

Taylor Swift critica serviço de streaming da Apple e retira novo álbum do catálogo

Cantora pulicou uma carta aberta em seu Tumblr criticando a Apple Music.


  • Escrito por

  • Publicado em 21 de junho de 2015

taylor-swift-apple-music

Mais uma vez, Taylor Swift se posicionou contra os serviços de streaming musical de baixo custo. Depois de retirar todos os seus álbuns do catálogo do Spotify, a cantora publicou uma carta aberta em seu Tumblr criticando também a nova plataforma da Apple e revelando que seu mais recente CD, 1989, também não estará por lá.

Sob o título “Com amor, Taylor”, o texto da norte-americana de 25 anos desaprova o período de 3 meses gratuitos oferecidos pela Apple Music a quem testar o serviço, que vai ao ar no próximo dia 30. “Não tenho certeza se você sabe que a Apple Music não pagará os compositores, ou artistas por esses meses de graça. Eu acho que isso é chocante, desapontador e destoa totalmente do histórico progressivo e generoso desta empresa“, escreveu.

Leia um trecho traduzido:

Isso não é sobre mim. Felizmente eu estou no meu quinto álbum e posso me sustentar, minha banda e toda uma equipe ao fazer shows ao vivo. Isso é sobre os novos artistas ou bandas que acabaram de lançar seu primeiro single e não serão pagos pelo seu sucesso. Trata-se do jovem compositor […] que pensou que os royalties o ajudariam a sair das dívidas. Isso é sobre o produtor que trabalha incansavelmente para inovar a criar, assim como as inovações e invenções da Apple estão sendo pioneiras em seu ramo… mas não serão pagos por um quarto de um ano de reproduções em suas músicas.

Essas não são as reclamações de uma garota mimada e petulante. São os sentimentos ecoados de cada artistas, compositor e produtor dos meus círculos sociais que estão com medo de falar publicamente por que respeitamos e admiramos tanto a Apple. Nós simplesmente não respeitamos essa atitude em particular.

Ela continua a publicação agradecendo à empresa criada por Steve Jobs por todo o apoio dado aos artistas através do iTunes, por exemplo, e reitera que espera se juntar a eles no futuro “rumo a um modelo de streaming que pareça justo àqueles que criam música“.

Taylor conclui dizendo que “acredita que esta possa ser a plataforma certa” e que não é tarde demais para mudar a política do aplicativo. “Nós não pedimos por iPhones de graça. Por favor, não nos peça que cedamos nossa música sem nenhuma compensação“.

Pett4r (4)

Pedro Paulo pelo papel, Pepe para os íntimos e Pett4r para a internet, é pré-publicitário arriscado na própria criatividade, designer formado pela paixão e escritor moldado pelo desprezo à ignorância.

Curta nosso e receba notícias direto na sua timeline.


Tags

HotNews