Paparazzi

Nick Carter, integrante do Backstreet Boys, é acusado de estupro por Melissa Schuman

A cantora, ex-integrante do grupo Dream, relatou o abuso em seu site.


  • Escrito por

  • Publicado em 22 de novembro de 2017

A cantora Melissa Schuman, ex-integrante do grupo Dream, acusou Nick Carter, integrante da mundialmente famosa boyband Backstreet Boys de tê-la estuprado em 2002. Na época ela tinha 18 anos e ele tinha 22.

Usando a tag #MeToo, a cantora fez uma publicação em seu site e a compartilhou no Twitter. No texto publicado, Melissa começa com um desabafo. “Estou prestes a compartilhar algo que quis fingir que nunca aconteceu desde que eu tinha 18 anos. Uma carga que pensei que teria que carregar em silêncio pelo resto da vida”, relatou.

 

Segundo seu relato, Nick a convidou para passar o dia com ele e um amigo em um apartamento na Califórnia e ela foi com uma amiga. Melissa disse que na época era virgem e que, por princípios religiosos, estava guardando sua virgindade para o futuro marido. De acordo com ela, todos sabiam disso.

Melissa conta que ele a convidou para escutar uma música em que ele estava trabalhando em seu escritório e ela foi. Os dois se beijaram e quando ela pediu que ele parasse, o cantor não parou. Ela narra o que aconteceu em seguida:

“Depois de nos beijarmos por um momento, ele pegou minha mão e me levou ao banheiro ao lado de seu escritório. Ele fechou a porta e continuamos a nos beijar. Perguntei o que estávamos fazendo lá. Ele não respondeu e continuou a me beijar. Ele então me pegou, me colocou no balcão do banheiro e começou a desabotoar minhas calças. Eu disse a ele que não queria ir mais longe.

Ele não ouviu.

Ele não se importava.

Ele me disse ‘não se preocupe, não vou contar para ninguém’.

Eu disse a ele que não era por isso que eu não queria fazer. Ele tirou minhas calças de qualquer maneira e então começou a fazer sexo oral em mim. Eu disse a ele para parar, mas ele não parou. Então desliguei a luz do banheiro para não ver nada. Ele continuou ligando a luz porque ele disse que queria me olhar. A esse ponto, lembro de pensar que talvez depois disso ele simplesmente parasse, mas ele não parou.

Alguém na casa bateu na porta do banheiro. Então ele me levou para o outro banheiro para continuar de onde ele parou. Então ele tirou a calça. Nunca esquecerei esse momento. Havia uma luz noturna no banheiro, então, embora estivesse escuro, estava mal iluminado o suficiente para eu me ver no espelho do banheiro. Ele sentou-se no balcão do banheiro e me pediu para fazer sexo oral nele. Eu neguei, ele estava chateado. Ele me disse ‘eu fiz por você e é apenas certo que você faça por mim’”.

Melissa disse que se sentia assustada, presa e completamente sem saída.

“Ele estava claramente ficando muito irritado e impaciente comigo. Eu não poderia sair. Era evidente para mim que eu não podia sair. Ele era mais forte e muito maior do que eu, e não havia nenhuma maneira em que eu pudesse abrir a porta ou que alguém me ajudasse. Minha amiga não podia me ajudar, nem sabia onde eu estava. Então, quando ele colocou minha mão em seu pênis, meu pensamento era que o único jeito de sair era fazer com que ele terminasse o que havia começado. Foi aí que eu me vi, meu reflexo, observando-me fazer algo que me enojava. Me observando ser abusada, forçada a participar de um ato contra minha vontade.

Como antes, seu apetite ainda não estava satisfeito e agora ele me levou para o quarto. Era tarde. O apartamento agora estava escuro e tudo o que você podia ouvir era a música restante na sala de estar. Ele me jogou na cama e subiu em cima de mim. Novamente, eu disse a ele que eu era virgem e não queria fazer sexo. Eu disse a ele que eu estava me salvando para o meu futuro marido. Eu disse isso uma e outra vez. Ele sussurrou no meu ouvido para me seduzir:

‘Eu poderia ser seu marido’”.

Melissa relata que após o abuso, Nick a procurou diversas vezes, ligou e deixou inúmeras mensagens, mas ela nunca respondeu. Algum tempo depois, a cantora assinou com Kenneth Crear, agente de Nick. “Nós gravamos algumas músicas, uma delas era um dueto com meu abusador. Nós nunca gravamos juntos. Ele tinha pré-gravado sua parte e eu entrei e gravei a minha. Novamente, o que eu deveria fazer? Eu não poderia dizer ao meu agente que seu melhor amigo tinha me estuprado, então não vou gravar essa música”, explicou. “Eu tentei justificar que talvez algo de bom sairia de algo muito ruim. Talvez essa música pudesse me ajudar a me destacar como artista solo e eu poderia seguir em frente e colocar tudo atrás de mim. Kenneth perguntou ao meu abusador se ele queria cantar o duo comigo ao vivo e ele concordou.”

Os dois se encontraram em um programa onde cantaram a música juntos. De acordo com Melissa, Nick sentia como se estivesse lhe fazendo um grande favor, mas que após aquela noite, nada mais aconteceu em sua carreira. Seu agente lhe disse que a música entraria na trilha sonora de um filme, mas apenas Nick iria cantá-la. Kenneth lhe disse que ela teria que continuar fazendo pequenos shows.

“Nunca mais fiz outro show depois disso e rapidamente perdi o interesse em buscar uma carreira como artista.

Eu estava quebrada.

Eu estava cansada.

Fiquei traumatizada.

Eu disse ao meu terapeuta. Eu disse a minha família. Eu disse aos meus amigos. Eu tenho uma infinidade de pessoas que podem atestar que acabei falando abertamente sobre minha experiência, eu apenas nunca tive a plataforma para sair publicamente.

Quando a notícia sobre as acusações contra Harvey Weinstein saíram, muitos de meus amigos e familiares me perguntaram se eu queria apresentar minha história.

Eu disse não.

Tantos anos depois, a ideia de reviver e reescrever os eventos que foram traumáticos, algo que eu trabalhei tão diligentemente para curar, é doloroso. Entretanto, eu prometi que se outra vítima já se apresentasse, eu sentiria a responsabilidade de mostrar meu apoio ao compartilhar minha história.”

Nick Carter foi procurado pela imprensa, mas ainda não se pronunciou. A postagem de Melissa pode ser linda na íntegra em seu blog, clicando aqui.

Pett4r (4)

Pedro Paulo pelo papel, Pepe para os íntimos e Pett4r para a internet, é pré-publicitário arriscado na própria criatividade, designer formado pela paixão e escritor moldado pelo desprezo à ignorância.

Curta nosso e receba notícias direto na sua timeline.


Tags

Comentários

Siga-nos no Instagram

Nossa conta do Instagram foi roubada e estamos começando tudo de novo. Contamos com vocês para nos seguir novamente!

Ir para o Instagram