Tuned

Harry Styles reflete sobre carreira solo e revela qual é a sua música favorita em seu álbum

O cantor falou sobre o processo criativo de seu primeiro álbum solo e da diferença depois de ter estado em um grupo. Confira!


  • Escrito por

  • Publicado em 16 de setembro de 2017

O primeiro álbum solo de Harry Styles alcançou números incríveis desde que foi lançado, quatro meses atrás. O cantor chegou a ficar em primeiro lugar na Billboard 200. Na última sexta-feira (15) ele fez uma revisão de seu CD junto ao produtor executivo Jeff Bhasker no Grammy Museum, em Los Angeles.

Durante a conversa, Styles refletiu sobre o processo criativo e a diferença entre desenvolver um trabalho solo depois de ter estado em um grupo. “Nós começamos a gravar sem nenhum tipo de rótulo, então o começo do processo não pareceu que eu estava fazendo uma obrigação, eu não senti nenhum tipo de pressão”, explicou o cantor de 23 anos. “Era apenas um grupo de pessoas escrevendo algumas músicas por diversão e vendo o que saia pensando na possibilidade de que eu poderia realmente tocar elas”, acrescentou.

Quando perguntado se as melhores músicas são as mais pessoais, Harry disse que são suas favoritas. “Meu jeito favorito de escutar música é sozinho, com meus olhos fechados por exemplo, ou não. Se eu estiver dirigindo ou operando uma máquina eu geralmente os mantenho abertos”, brincou. “Mas minha música favorita no álbum, a última música, ‘From The Dining Table’, é a mais pessoal para mim e eu acho que é a favorita. Mas eu não acho que elas precisam ser (pessoais). Acredito que é importante ter músicas que são divertidas e que fazem você se sentir bem, e eu acho que é tão importante como qualquer outra coisa que também seja temperamental ou profunda ou significativa”, acrescentou.

Em relação a diferença entre o começo de sua carreira solo depois de ter passado tanto tempo no grupo, Harry Styles disse que queria apenas entrar no estúdio e fazer o álbum que tinha vontade. “Eu não me senti tipo ‘o que eu preciso fazer como o Harry da banda pra que seja bom?’. Eu sentia falta de música. Eu apenas queria escrever com meus amigos e me divertir e esperançosamente ter o resultado que tive no final”, explicou.

Ao final da conversa, Harry cantou Two Ghosts e fez um agradecimento às pessoas que estavam na audiência. “Eu acho muito difícil explicar música e fazer disso muitos detalhes. Nós apenas queríamos escrever o que nós gostaríamos de ouvir e o que nós amávamos. Nós terminamos com um álbum do qual nos alegramos muito”, finalizou com evidente orgulho de seu trabalho.

Assista abaixo um trecho da apresentação:

Curta nosso e receba notícias direto na sua timeline.


Tags

Comentários