Tuned

DAMMIT Entrevista: Calum Scott fala sobre seu novo single, “No Matter What”

O cantor comentou sobre os diferentes níveis de aceitação que tentou passar com a canção e também falou sobre o processo de criação de seu primeiro álbum, “Only Human”. Confira!


  • Escrito por

  • Publicado em 10 de dezembro de 2018

Calum Scott, que ficou conhecido após participar do reality show Britain’s Got Talent em 2015, está com single novo. No Matter What está presente em seu álbum Only Human, lançado em março deste ano, e fala sobre a aceitação em diferentes tipos. O DAMMIT teve o prazer de conversar com o cantor para sabermos um pouco mais sobre sua história e processo de criação de seu primeiro disco. Confira:

DAMMIT: Você pode nos contar como tudo começou? Qual a sua história antes do Britain’s Got Talent?

Calum: Música sempre foi algo em que eu estive interessado, que esteve em meu coração desde criança. Eu cresci escutando Celine Dion, Michael Jackson, The Beatles e foram essas influências que transformaram a visão que eu tenho da música, especialmente em como eu a vejo. Eu acho que ela transmite muito poder, emoções e é por isso que eu canto do jeito que canto. Minha irmã era a cantora da família e eu ficava no meu quarto fingindo que cantava igual a ela, um dia ela me viu cantando e quis fazer uma competição. Ela acreditou em mim, me impulsionou a ir atrás dos meus sonhos e foi dela a decisão de me inscrever no Britain’s Got Talent, então eu meio que devo muito à ela.

D: Como foi o processo de gravação de seu primeiro álbum, Only Human?

C: Only Human foi uma aventura emocionante, é um pouco difícil de descrever. Enquanto eu estava escrevendo as canções, eu depositei muito de mim, do meu coração. Sempre contando histórias do meu passado, sobre minhas decepções amorosas. Senti uma satisfação enorme, eu estava escrevendo com honestidade, para inspirar as pessoas a serem confiantes consigo mesmas e serem felizes com suas próprias vidas. O álbum fala muito sobre amor próprio. Foi muito emocionante, mas também muito difícil. 

D: Seu primeiro single You Are The Reason foi um sucesso, o videoclipe tem por volta de 255 milhões de visualizações até o momento. Você esperava isso?

C: Não, é um número muito alto. Eu me lembro desde antes do Britain’s Got Talent quando lancei a minha versão de Dancing On My Own no Youtube e conquistou a marca de 1 milhão de views, isso era algo que eu realmente não estava esperando. Então você consegue imaginar como eu me sinto sabendo que meu primeiro single alcançou tal marca no Youtube. É bem chocante, mas muito significante. 

D: Você também gravou um dueto dessa música com Leona Lewis. Como foi trabalhar com ela? Ela tem uma voz incrível!

C: Sim, ela tem uma voz incrível. Foi maravilhoso trabalhar com ela, essa é uma das coisas da qual eu nunca imaginei que teria a oportunidade de fazer, trabalhar com grandes artistas como ela. Nós fomos apresentados por e-mail, compartilhamos algumas músicas, ela gostou muito de You Are The Reason e decidimos gravar juntos. Foi lindo, muito natural e prazeroso. Espero conseguir trabalhar com ela novamente.

D: Você pode nos contar um pouco sobre a música que gravou com Marvin Gaye para a nova série da Netflix, Motown Magic?

C: Essa parceria foi totalmente inesperada. Ele é uma lenda e quando vi a oportunidade, decidi aproveitar. Como somos da mesma gravadora, foi nos dito que faríamos uma colaboração para a trilha sonora da nova série da Netflix, e achei isso maravilhoso. Estou muito feliz por estar envolvido nesse projeto e ansioso para a música ser lançada. 

D: No Matter What é o seu novo single e tem uma mensagem muito poderosa e de quebra um vídeo muito tocante. O que você pode dizer para as pessoas que estão passando pela mesma situação?

C: No Matter What foi definitivamente baseada em minha sexualidade no passado. A canção fala muito sobre aceitação, especialmente sobre as pessoas enfrentando aceitações de diferentes maneiras. Foi difícil pra mim lidar com a aceitação quando era mais novo – e quando eu contei para meus fãs sobre minha sexualidade, foi o melhor momento da minha vida. Essa é uma canção muito especial e sempre quando a canto ao vivo, posso ver o rosto das pessoas e ver o quanto ela as toca. O vídeo foi feito com muito amor e mais do que focar apenas nas situações de se assumir, eu queria mostrar os diferentes níveis de aceitação, como um time de futebol. 

D: Você está vindo para o Brasil em breve? Nós adoraríamos ter você aqui novamente.

C: Eu fui para o Brasil em 2016 e eu amo as pessoas, a cultura, a comida, especialmente a caipirinha (risos). Eu fico triste de morar tão longe do Brasil, mas já comentei com meu agente que estou ansioso para voltar o quanto antes. Vejo que os fãs estão ansiosos para que eu volte logo também.

D: Para finalizar, você pode enviar uma mensagem para seus fãs brasileiros?

C: Muito obrigado! (e ele disse isso em português, muito fofo ♥). Os fãs brasileiros são muito importantes pra mim, vejo suas mensagens todos os dias em minhas redes sociais. Obrigado!

Continue acompanhando o Calum Scott:

Youtube | Spotify | Instagram | Facebook

Curta nosso e receba notícias direto na sua timeline.


Tags

Comentários