Tuned

DAMMIT Entrevista: Cali Y El Dandee falam sobre o novo single “Ay Corazón”, carreira e videografia

O assunto rendeu. Confira o nosso bate-papo!


  • Escrito por

  • Publicado em 18 de fevereiro de 2019

Consolidada no cenário latino, a dupla colombiana Cali Y El Dandee é formada pelos irmãos Alejandro Rengifo (Cali) e Mauricio Rengifo (El Dandee). Com um estilo musical muito original, que mistura hip-hop, pop, dance e reggaeton, definido por eles como “Flybot”, o duo despontou em seu país com o sucesso Volver em 2010. No ano seguinte, Cali Y El Dandee alcançaram reconhecimento internacional com os singles (e videoclipes) Yo Te Esperaré e No Hay 2 Sin 3, conquistando admiradores da Espanha, Argentina, Chile e Costa Rica. Além disso, os irmãos produzem e compõem canções para milhares de artistas, como Carlos Vives, Piso 21, Juanes, Andrés Cepeda e Morat. Assim, Cali Y El Dandee se tornaram dois dos artistas mais importantes da indústria musical. Recentemente, tivemos o prazer de conversar com a dupla sobre seu novo single Ay Corazón, música, vídeos e Brasil. Confira a entrevista completa:

DAMMIT: Podemos começar falando de Ay Corazón? A canção foi lançada na semana passada para o Dia de São Valentim (Dia dos Namorados). Sobre o que se trata a música?

Cali: Ay Corazón é uma música que trabalhamos durante vários meses e sua letra é a respeito de uma pessoa que está cantando diretamente para o seu coração. Então, é um trabalho diferente já que não estamos cantando sobre uma pessoa que partiu e sim sobre o próprio coração, e é isso queríamos que refletisse no seu videoclipe. Obviamente, queríamos divulgá-la nesta data tão importante que é o Dia de São Valentim, para aquelas pessoas que não tiveram a oportunidade de estar com a pessoa que gostariam, com seu/sua parceiro/parceira.

D: Ay Corazón já foi lançada com o videoclipe, o qual retrata literalmente o que acontece com o coração após uma decepção. Como foi o trabalho de produção para o vídeo?

Cali: Queríamos fazer um vídeo divertido que mostrasse e expressasse todas as situações que escrevi com o Dandee. No início isso foi muito difícil, porque necessitávamos de que de uma certa maneira a pessoa pudesse cantar, conversar e fazer o que quisesse com o coração, então junto com a nossa equipe, planejamos, produzimos e a forma que escolhemos para fazer isso foi com animações. Assim como na canção, no vídeo podem ver como o coração se separa do corpo do personagem, começa a falar e conviver com ele e com o tempo percebe a necessidade de superar esses ex-amores da vida e a história termina com um final muito bonito e feliz.  Então, gostaríamos de convidar a todos para que assistam o vídeo que está bem belo!

D: Seus vídeos sempre trazem uma história emocionante como em No Digas Nada, La Estrategia e em Sirena. Quem são os idealizadores? Vocês mesmos?

Dandee: Para nós sempre foi mais importante que as nossas músicas tenham uma mensagem mais profunda do que a letra ser simplesmente pegajosa. E a verdade é que com Nuno Gomes (diretor do novo clipe) encontramos um cúmplice e um sócio para fazermos os vídeos, porque hoje em dia nos videoclipes é necessário contar histórias que vão mais além do que mostrar o artista só cantando a música.  Já trabalhamos em quatro vídeos com ele. Geralmente, é o Nuno que nos traz a história, ele é um gênio muito talentoso para escrever os roteiros que toquem o coração. Nós, obviamente, opinamos sobre o que gostamos ou não, mas ele é o capitão na hora de escrever as histórias, de fazer roteiros super originais que fazem palpitar o coração das pessoas.

Com Ay Corazón, especificamente, não queríamos ser outra vez tão dramáticos como fizemos nos outros vídeos e sim queríamos uma história mais amável, mais divertida, mas obviamente estamos falando de amor. Então, o que pensamos com o Nuno foi que quando se termina com alguém, realmente, a batalha passa a ser consigo mesmo, com o coração, e não mais com a pessoa. Poder esquecer, deixar de sentir tristeza, superar e seguir a diante e voltar a se apaixonar, é algo que precisa ser feito por conta própria, com os sentimentos do coração e suas tristezas. Então, personificar isso em um vídeo foi um desafio, foi muito difícil, mas conseguimos almejar esse resultado, e isso é parte do grande orgulho que sentimos dessa música.

D: Vocês são sucesso garantido no Youtube, possuem mais de um bilhão de visualizações no canal. Ao que vocês atribuem esse sucesso todo?

Cali: Falando especificamente de Youtube, acredito que como disse o Dandee, que buscamos contar as histórias de um ponto de vista diferente, mas tendo a emoção da letra como fio condutor. Acredito que estamos gostando de fazer pequenos curtas-metragens, digamos que pequenos filmes dentro dos vídeos musicais e o público tem gostado muito disso. Obviamente, isso vem acompanhado de uma produção e de um som. Penso que a medida que estamos lançando músicas com estilos bem diferentes, mudando, os vídeos estão funcionando com eles, juntamente com o que está tocando e com um estilo muito particular e pessoal de Cali Y El Dandee, creio que é isso que está agradando bastante as pessoas.

D: A maioria das suas músicas falam sobre sentimentos como amor e dor. Vocês costumam cantar sobre coisas que vivem, já viveram ou são inspirados por outras coisas ou pessoas?

Dandee: São misturadas, não escrevemos somente sobre as nossas experiências, mas sempre estamos buscando essas histórias que nos inspiram e que nos lembram coisas que já passaram com a gente. De repente, uma história de um amigo, uma história que vimos na televisão que alguém viveu, que aconteceu com alguém e que nós podemos contar essa história.

Afinal, nossa meta é além de contar uma história que aconteceu com a gente, é poder contar uma história de uma pessoa que ainda não conhecemos, mas sabemos o que está vivendo. Queremos acompanhar a esse fã que está em casa ouvindo a nossa música em algum momento difícil, queremos estar junto em diversas ocasiões, quando está com a sua namorada e quer se apaixonar ainda mais, queremos acompanhar essa pessoa que não pode estar com a sua família em algum momento.  Sabemos que quando estamos fazendo uma música não é para a gente e sim para todos os nossos seguidores, para as pessoas que gostam do nosso trabalho. Sempre tentamos interpretar essas histórias que não necessariamente aconteceram conosco, mas para todas as pessoas que necessitam de uma trilha sonora nesses momentos, e por isso, essa é a nossa tarefa de todos os dias: Cali e eu escrevermos canções.

Além do sucesso de Cali Y El Dandee, Mauricio Rengifo (Dandee) é um dos produtores musicais mais renomados do cenário latino. Ao lado de Andrés Torres, criou sucessos como Traicionera (de Sebastián Yatra), Sé Que Te Duele (de Alejandro Fernández) e o grande hit mundial Despacito (de Luis Fonsi). Em 2017, conquistaram o Grammy Latino de “Gravação do Ano”, “Canção do Ano”, “Melhor Fusão Urbana/Performance” e “Melhor Vídeo de Música de Formato Curto”, além de serem indicados ao Grammy de “Gravação do Ano”, “Música do Ano” e “Melhor Performance de Duo/Grupo Pop”, um grande marco na carreira de ambos e para a música.

D: Dandee, você foi um dos produtores de Despacito, que foi um grande hit mundial de Luis Fonsi. Como esta música refletiu na carreira de Cali Y El Dandee?

Dandee: Despacito teve impacto na carreira de todos os músicos que não cantam em inglês. Demonstrou que uma canção pode tocar em todo o mundo e que o idioma pode ser realmente a música. Também demonstrou para a gente, como Cali Y El Dandee, que trabalhando árduo e que fazendo as coisa bem e com convicção, em algum momento isso pode se tornar um hit mundial, e é isso que tentamos fazer todos os dias. Luis Fonsi sempre foi uma grande inspiração para a gente durante toda a sua carreira, assim como foi ver ele se reinventando, mantendo sua integridade como artista, seu talento vocal e seu talento como compositor. Porém, essa música era de um gênero com o qual nunca havia trabalhado antes, causando um pouco de estranhamento, mas isso se tornou no sucesso Despacito. 

Ela (a canção) é uma grande inspiração. Definitivamente, como músicos latino-americanos, temos certeza que Despacito é a música mais importante do cenário latino, mas também queremos fazer algum dia uma música que seja mais importante do que essa, queremos seguir trabalhando para conquistar algo semelhante com o que aconteceu com Despacito.

D: Vocês já estiveram no Brasil? Gostariam de fazer shows por aqui?

Cali: Fomos ao Brasil há muitos anos, mas estivemos apenas na fronteira, então praticamente não conseguimos conhecer o país, mas adoraríamos poder visitar. Queremos muito ir para aí algum dia!

D: Conhecem um pouco da cultura e da música brasileira?

Cali: Gostamos muitíssimo, especialmente da música, sabemos que tem um estilo bem característico. Tivemos a oportunidade de ir a Portugal e lá falamos muito sobre o Brasil, então nos encantaria poder ir aí.

D: Para encerrar, enviem um recado para os seus fãs brasileiros.

Dandee: Ao nossos fãs do Brasil, somos Cali Y El Dandee, queremos agradecer muito por escutarem nossa música, esperamos que tenham gostado do nosso novo single Ay Corazón. Temos muita vontade de ir ao Brasil algum dia, tomara que seja nesse 2019! Muito obrigado por acompanharem o nosso trabalho!

Continue acompanhando Cali Y El Dandee: 

Youtube | Spotify | Instagram | Twitter| Facebook

 

Reportagem: Victória Lopes

Curta nosso e receba notícias direto na sua timeline.


Tags

Comentários