Assistimos ao documentário Katy Perry: Part of Me 3D! Leia a crítica

Documentários de artistas que vão para as telonas costumam ser destinados aos fãs,
mas me arrisco ao dizer que “Katy Perry: Part of Me 3D” tem tudo para envolver não só
aos fãs e admiradores da cantora, mas também aqueles que tem curiosidade em saber
de onde Katheryn Elizabeth Hudson veio, e como se tornou a artista pop feminina
a ter o maior números de singles de um mesmo CD em primeiro lugar na Billboard.

O filme segue uma linha parecida com outros documentários como: Na Cama com Madonna e Never Say Never. A única coisa completamente dispensável tanto no título como no filme, é o 3D. Apenas duas cenas do filme se tornaram “cool” com a animação.

Não tem nenhum single que caiba melhor como título desse filme do que Part of Me. Quem pensou que fosse ver apenas os bastidores da turnê California Dreams se enganou. O filme tem (e muito!) sobre o casamento de Katy com Russel. E se tem muito sobre o casamento, tem mais ainda sobre o término dele. Assim como a cantora disse na entrevista ao Fantástico, o momento mais emocionante do filme sem dúvida são os bastidores do show em São Paulo, que é quando Katy chora pelo fim do casamento com o ator. E quem estava no show, saiba que por pouco ele não foi cancelado, pois Katy estava extremamente abalada e até 1 minuto antes de subir ao palco, estava chorando (confesso que chorei e tinham várias pessoas fungando).

O documentário tem um pequeno depoimento de artistas como Adele, Rihanna, Jessie J e Justin Bieber. E claro, os principais hits da cantora ao vivo de lugares diferentes do mundo. Músicas como Teenage Dream, California Gurls, I Kissed a Girl, Firework e vários outros.

Outra coisa bem legal, são os vídeos que Katy gravou antes de ser famosa que dão um ar de naturalidade e mostram que o comportamento da cantora se mantém parecido com a mesma que mostram no início do filme. Isso é o que mais torna o filme real.

Sem dúvida, é um filme que os fãs, admiradores, ou até mesmo aqueles que sabem cantar ao menos uma música de Katy vão gostar. E se você não gostar, com certeza vai sair do cinema dizendo que a avó da cantora é uma das melhores partes do filme.

Curta o DMT no Facebook e receba notícias diretamente em sua timeline.

Tags

Escrito por
Postado dia 20 de julho de 2012

Comentários

DAMMIT.com.br © 2012 - 2014    —    Alguns direitos reservados