Morrendo de amores pelo Brasil, Blanc7 faz show dinâmico no Anime Friends 2018 Cover

Quando o último dia da feira Anime Friends abriu suas portas às 10h de segunda-feira (9), os fãs de Blanc7 logo correram para garantir seus lugares na boca do palco principal para ficar o mais próximo possível de seus ídolos.

Marcado para às 18h30, o show do grupo composto por Jean Paul, Shinwoo, Teno, DL, Spax, K-Kid e Taichi era o evento mais esperado do último de quatro dias do Anime Friends, que recebeu fãs de k-pop de braços abertos e cheio de atividades para se entreterem antes da entrada do grupo.

Pouco antes do horário, Taichi e Shinwoo subiram no palco como quem não queria nada para checar os instrumentos usados durante o show e foi o suficiente para a plateia mostrar a tão famosa – e já conhecida por eles – paixão dos fãs brasileiros.

Essa foi a terceira visita do Blanc7 ao Brasil em um ano e os Prism (nome dado aos seus fãs) fazem questão de mostrar que, se depender deles, o grupo pode voltar quantas vezes quiserem. Prova disso é a pluralidade presente na plateia do Anime Friends, que reuniu jovens de norte a sul do país, vindos de lugares como Rio de Janeiro, Paraná, Fortaleza e Manaus. Tinha gente até do Paraguai que não quiseram  perder a passagem rápida do grupo pela América Latina.

Com um atraso de poucos minutos, o Blanc7 entrou no palco sofrendo alguns problemas técnicos, com uma parada de cerca de 10 segundos no som logo no início de sua primeira música Drama, mas o público continuou cantando cada palavra até que a questão fosse resolvida.

Com poucas músicas em seu repertório, o grupo optou por adicionar performances solos ou em duplas e trios, surpreendendo seus fãs com covers de Shawn Mendes, Wanna One e Alessia Cara, com direito a banda ao vivo – que precisa de um pouco mais de ensaio, mas valeu pela intenção e o esforço – , coreografias complexas e vocais excelentes.

Além do problema na primeira música, diversas falhas técnicas, como músicas e vídeos sendo reproduzidos em hora errada, atrapalharam o andamento do show, mas não pareceram incomodar os Prism, que vibraram como cada nova performance do grupo. Além dos covers, o Blanc7 ainda presenteou os fãs com um vlog gravado durante uma viagem ao Japão e os bastidores dos ensaios da coreografia da música Yeah.

Finalizando as apresentações especiais, Blanc7 voltou completo ao palco para performar a balada Fire, presente em seu EP de estreia Prism e em seguida a vibrante Don’t Jump, mostrando grande potência em suas coreografias animadas e extremamente bem ensaiadas, como é esperado de um grupo de k-pop.

Sem pressa, o grupo passou cerca de meia hora conversando com os fãs – com o auxílio de um apresentador e um tradutor – respondendo perguntas sobre o Brasil, sua carreira no último ano e quais são os planos daqui para a frente. Quando perguntados se já tinham uma data exata para seu próximo comeback, chamaram seu produtor no palco e pediram que ele desse uma resposta mais certeira. Apesar de não saírem de lá com dia marcado, os Prism ganharam a promessa de música nova até o fim deste ano.

O show retomou com a apresentação de Yeah, seu primeiro single lançado e uma das cantadas com mais fervor pela plateia. Em seguida, a balada Fire, que já havia sido performada, apareceu novamente, mas dessa vez na versão Urban Dance, com direito a coreografia e tudo mais.

Para encerrar, o grupo escolheu a faixa Only For Love, uma dedicatória a seus fãs agradecendo o apoio incondicional que vêm recebendo em pouco mais de um ano de carreira.

Mas o Blanc7 se sentiu demais em casa para querer ir embora e retornaram ao palco abraçados em bandeiras brasileiras e passaram cerca de 20 minutos declarando seu amor pelo país e afirmando que consideravam de verdade se mudar para o Brasil.

Em meio a euforia no encerramento, o líder Jean Paul agradeceu mais uma vez pelo apoio dado ao grupo no último ano e pediu, emocionado, para que os Prism sigam ao lado deles por quanto tempo for possível. E se a reação da plateia for algum indicativo, o Blanc7 ainda terá muito tempo e muitas oportunidades de serem acolhidos pelo amor brasileiro.

Setlist

Drama
Hello
Prism Love
Milky Way – Solo ShinWoo
Energetic (Wanna One) – Cover por Jean Paul e Teno
Stay (Alessia Cara ft Zedd) – Dance Cover por D.L e Spax e Taichi na bateria
There’s Nothing Holding Me Back (Shawn Mendes) – Cover por Shinwoo, Jean Paul e Taichi
Fire
Don’t Jump
Sessão de perguntas e interação com fãs
Yeah
Fire (Urban Dance Version)
Only For Love

Curta o DMT no Facebook e receba notícias diretamente em sua timeline.

Tags

Escrito por
Postado dia 10 de julho de 2018

Comentários

DAMMIT.com.br © 2012 - 2014    —    Alguns direitos reservados