Foxes: Entrevista Exclusiva para o DAMMIT Cover

Após lançar apenas um EP de duas faixas, com as espetaculares “Youth” e “Home” , a cantora Foxes chamou a atenção da mídia, fruto que rendeu a cantora um contrato com a gravadora Sony. No início do ano, mais especificamente  em Fevereiro, tivemos a oportunidade de realizar uma entrevista com essa nova aposta musical, devido alguns problemas técnicos, só agora estamos tendo a oportunidade de divulga-lá.

Nesse meio tempo a cantora lançou seu segundo EP, Warrior, e mais uma vez mostrou todo seu potencial vocal entre as batidas eletrônicas, cativando cada vez  com o seu Pop que é uma mescla entre algo grandioso e, na falta de uma palavra melhor, ‘fofo’.

Confira abaixo a entrevista feita com exclusividade pelo DAMMIT com a cantora Foxes, onde entre várias coisas, ela fala a origem de seu nome artístico e o desejo de trabalhar com a sueca Robyn, além de deixar um recado para os nossos visitantes.

DAMMIT: Olá Loui, primeiramente gostaríamos de agradecer a oportunidade de realizar esta entrevista com você. Então, como você vai?

FOXES: Oi! Eu estou muito bem, obrigada… Estou escutando o Eminem explodir nos meus ouvidos enquanto estou respondendo algumas entrevistas durante esta manhã.

DAMMIT: Provavelmente você já respondeu esta pergunta várias vezes, mas não podemos deixar  em branco. Porque você escolheu ‘Foxes’ como seu nome artístico?

FOXES: Isso tem o início a muito tempo atrás… A primeira música que escrevi foi “Like Foxes Do” (Como as raposas fazem, em português), quando eu tinha uns 16 anos. Agora eu cresci, assim como minha música, então achei que era certo mudar meu nome. No início, pensar em ser chamada de Foxes me fazia rir, mas um dia mencionei isso para minha mãe no telefone e ela soou muito surpresa e um pouco chocada… Ela disse que “isso é tão esquisito, porque ontem a noite eu sonhei que um grupo de raposas corriam pela nossa rua, fazendo esses gritos esquisitos que elas dão, era assombroso e bonito ao mesmo tempo, me lembrou da sua música!”. Esperando que ela tenha dito mais “assombroso e bonito” e menos “gritos esquisitos que elas fazem”, eu decidi seguir com isso porque  mães quase sempre estão certas! Eu sei que as pessoas ficam confusas pensando que sou uma banda, mas sou só eu!

DAMMIT: Em qual momento da sua vida você decidiu ser uma cantora?

FOXES: Provavelmente foi quando abri a boca pela primeira vez, ainda  enquanto bebê, e comecei a irritar todos ao meu lado com uma cantoria constante – rodeava a casa com uma escova de cabelo e fazia todo mundo assistir enquanto ficava sob a mesa de ceia de Natal da família cantando Spice Girls. Eu acho que todos já  achavam que eu seria uma cantora, mesmo que fosse a do meio da rua, conhecida como a garota maluca que todos sentem pena, felizmente eu estou fazendo isso profissionalmente e não loucamente.

DAMMIT: Quais são suas influências musicais?

FOXES: Eu tenho muitas! Eu uso mais filmes como influência do que músicas, na verdade. Eu amo os aspectos visuais, mas a música com certeza é uma grande parte da minha vida… Eu amo todos os tipos e tenho uma obsessão nova a cada semana, que deixo ficar repetindo por horas! Bjork, Patti Smith e Nina Simone, todas tem um GRANDE espaço no meu coração. Eu acabei de passar por uma fase de amor ao rap… Era um estado meio constrangedor, por se dizer, eu achava que era o Eminem…

DAMMIT: Com qual artista ‘atual’ você gostaria de trabalhar junto?

FOXES: Provavelmente Robyn… Ela é uma ÓTIMA artista pop e é muito inspiradora… Eu amaria dançar com ela também.

DAMMIT: Quais são seus próximos planos para esse ano?

FOXES: Estou terminando meu álbum… e irei esconder eles por alguns meses, para ver como funciona e soa ao vivo… Estou muito empolgada para isso!

DAMMIT: Como se sente quando esta no palco, se apresentando?

FOXES: Como seu eu tivesse atravessado o guarda-roupa e ido para Nárnia e não voltasse por horas… É um sentimento mágico, o qual sou agradecida por poder ter esta experiência.

DAMMIT: Nós temos escutado vários remixes de suas músicas, você tem algum favorito?

FOXES:  As pessoas com quem divido um flat tem uma grande queda pelo Adventure Club, antes de terem pedido para remixar “Youth“, então, eu gosto muito os outros trabalho deles, e eles sempre estão na minha casa… Eu amo o que eles fazem com os vocais e como eles conseguem trazer para o remixes, sem apenas produzir algo por cima deles! Eu gosto de todos, mas tenho uma pequena queda por esse.

DAMMIT: Você gostaria de se apresentar no Brasil?

FOXES:  Eu amaria ir! Se vocês me quiserem… Eu mal posso esperar para cantar ao redor do mundo.

DAMMIT: O que você diria para os seus fãs do Brasil e os visitantes do DAMMIT?

FOXES:  Olá, novos amigos! Espero que tenham escutado e gostado da minha música e que possa ver vocês em breve! Me sigam no Twitter e no Facebook para escutarem minhas asneiras também!

Curta o DMT no Facebook e receba notícias diretamente em sua timeline.

Tags

Escrito por
Postado dia 17 de julho de 2012

0 Comentários

DAMMIT.com.br © 2012 - 2014    —    Alguns direitos reservados