Anitta: da garota do funk à mulher do pop music brasileiro Cover

Anitta1.jpg1

Anitta é o nome artístico de Larissa de Macedo Machado e também nome de seu primeiro álbum de estúdio. Com 20 anos de idade, a cantora escolheu esse nome por conta da personagem da extinta série da Rede Globo, Presença de Anita.

[quote] Anita é incrível! Ela consegue ser sexy sem ser vulgar, menina e mulher ao mesmo tempo. [/quote]

Anitta chamou atenção pela sua repercussão como cantora da Furacão 2000, com o single Eu vou Ficar, e por conta do vídeos que postava cantando na internet. Tão logo, foi contratada pela Warner Music.
Ela trabalhou singles com seu público, vendo o que agradava. Menina Má recebeu bastante atenção online. Em seguida, lançou seu primeiro álbum físico, chamado Anitta, que foi distribuído por vários pontos da cidade do Rio de Janeiro e continha 5 faixas: Meiga & Abusada (original e remix), Eu Vou Ficar, Fica Só Olhando e Proposta. A cada dia que passava mais pessoas passavam a curtir seu funk.
O sucesso veio com Show das Poderosas, segunda canção mais ouvida nas rádios brasileiras, perdendo apenas para Te Esperando, de Luan Santana. A cantora ainda lançou mais dois singles, Tá Na Mira e Não Para antes do lançamento do álbum.
Com previsão de lançamento pra 09 de Julho, Anitta estreou no iTunes uma semana antes, dia 03 de Julho.
O álbum, Anitta (Bonus Track Edition), uma continuação do Anitta, contém 15 faixas – 6 inéditas e um remix – é essencialmente pop, com uma pegadinha de reggae e algumas batidas de funk perdidas em alguns momento. Quem esperava por elas no álbum, decepcionou-se. Acompanhe nossa análise faixa a faixa.

img-525115-anitta20130702181372799788 (1)

[quote] Pre-pa-ra! Que agora é hora do show das poderosas… [/quote]

01. Show das Poderosas

A música que todo mundo já ouviu, dançou, curtiu em algum momento de 2013. A sineta, a letra instigante, uma coreografia bonita e aquela batida de funk jogada no meio da música. Anitta acertou em cheio com essa música. Curiosamente, essa é a única faixa do álbum escrita pela cantora.

[quote]Toda produzida, te deixo quente. Meiga & Abusada faço você se perder. [/quote]

02. Meiga & Abusada

A primeira faixa inteiramente pop de Anitta e primeiro single da cantora entra no álbum sem nenhuma alteração nas suas melodias. A letra, como quase tudo que a cantora canta, é recheada de poder feminino e descreve bem a essência do álbum que ela quer passar.

[quote] Vai ou fica? Se decida! Tá na mira! Seu tempo tá passando, tá. [/quote]

03. Tá Na Mira

O terceiro single do álbum ainda que tenha sua levada pop tem seus momentos de funk. Como Show das Poderosas, que tem sua buzina/sirene como marca registrada, Ta Na Mira tem seus “tiros” como identidade. A letra fala sobre uma garota que está interessada em um cara que não decidiu se a quer ou não. E ela o instiga a decidir. Mais girl power.

[quote] Olha, cê me faz tão bem. Só de olhar teus olhos, baby, eu fico zen. [/quote]

04. Zen

A primeira faixa inédita do álbum é recheada de tranquilidade, uma pegada mais reggae e mais romântica. Tranquila, leve, Anitta revela que por trás de uma garota cheia de atitude há uma menininha com coração entregue. É só estar com a pessoa certa.

[quote] A-chei! O cara mais nesse perfeito nesse mundo, bolei, vou garantir em questão de segundos. [/quote]

05. Achei

A música mais divertida do cd! A letra e a melodia falam da garota que encontrou o cara mais gato da balada, mas todas estão interessadas nele e ela chega gritando “Achei!”. Com potencial pra single, Anitta pode jogar muito humor caso faça um clipe com ele. Dá pra achar uma batida de funk perdida pela música, que dá mais o tom.

[quote] Agora eu vou me vingar, menina má. Vou provocar, vou descer, vou instigar. [/quote]

06. Menina Má

Interessante pensar que Menina Má tem um clipe mas não se tornou single. A versão 2013 do que foi Baba, de Kelly Key, foi incluída no EP Show das Poderosas.. A canção possuia a cara do funk melody, mas para o álbum ela foi modificada: instrumentais substituíram o batidão. Fala sobre a menina que foi rejeitada quando mais nova e, quando cresceu, ficou bonita, deixa todo mundo babando e rejeita o cara que não a quis um dia.

[quote]Tua cabeça é de vento, melhor ficar calado. O principe encantado que, pra mim, já virou sapo. [/quote]

07. Principe dos Ventos

Mais uma faixa inédita! Principe dos Ventos é totalmente pop também. Fala sobre um cara perfeito que não tem papo, nada de bom pra falar. Anitta dispensa o rapaz. Dá pra ver que a garota gosta de atitude beleza, mas também de inteligência.

[quote]Vê que eu vim pra ficar, abre pra eu passar, vai ter que respeitar… Não para, não! Vai, não para, não para, não. [/quote]

08. Não Para

O meio do cd chega com uma das músicas mais animadas dos shows que se perdeu totalmente no cd. Não Para ao vivo é cheia de arranjos, melodias que foram totalmente substituídas por uma batida eletrônica genérica. Dá pra cantar Where Have You Been nas partes mais agitadas. Uma excelente canção, mas totalmente mal aproveitada. A letra fala sobre querer fazer sexo e chegar e não parar. O lado mais sexual de Anitta começa a aflorar.

[quote] Eu sou assim, meio desligada, desinteressada se alguém me falar de amor. [/quote]

09. Eu Sou Assim

GIRL POWER! Anitta dá as diretrizes e fala como ela funciona. Entre desinteresse amoroso, posição social, sexo, ela mostra quem é que manda na casa dela. A música que mostra seu lado mais mulher, mais poderosa, mais atitude, mais maduro. Com uma pegada reggae, Eu Sou Assim já vinha sendo divulgada nos últimos shows da cantora e tem uma coreografia bem bonitinha com as mãos na parte do “yeh, yeh, yeah”.

[quote] “Mas não vá pensando que eu tô te chamando, não. Eu já tô avisando, fica só olhando.”[/quote]

10. Fica Só Olhando

A décima faixa do cd já esteve presente no primeiro, porém, como todas as outras, com as tradicionais batidas do funk que foram trocadas por outros instrumentais. O vocal, a letra, o ritmo, continuam os mesmos mas, ao fim da música, você tem certeza que ficou faltando alguma coisa.

[quote] É aceita, sai! Da mesa, não. Encosta… Eu quero outra proposta. [/quote]

11. Proposta

Mais uma das faixas que foram modificadas para entrar no álbum. Parece que quiseram abolir, de fato, toda a influência e nascimento da cantora no funk. A força da canção se perdeu com a substituição dos instrumentais. A música, entretanto, é divertida, uma chamada de atenção e impaciência no cara.

[quote] Eu tô querendo homem, cachorro eu tenho em casa. [/quote]

12. Cachorro Eu Tenho Em Casa

Olha Anitta mulher de novo! A música começa com a cantora falando que quer fazer sexo e instiga o cara com um bom jogo de palavras e com a melhor frase do álbum: “Eu tô querendo homem, cachorro eu tenho em casa”. Atitude, a gente vê por aqui. Com bastante potencial pra single, a música é uma das mais curtas do álbum.

[quote] Eu vou dizer o que tem no meu coração, não sei falar de amor mas vou dar voz a emoção. [/quote]

13. Som do Coração

A música mais romântica do álbum! Com uma pegada mais reggae, Anitta canta o amor, confessando seu amor, saudade e vontade de estar perto de alguém que ela tem certeza que gosta dela, assim como ela gosta dele. É aquele tipo de música que te deixa com vontade de ter alguém pra cantar no pé do ouvido. Uma das melhores músicas do álbum também.

[quote] Eu vou Ficar, eu vou trair, você merece mais o que me fez sofrer. [/quote]

14. Eu Vou Ficar

O álbum termina com seu primeiro single, de dois anos atrás, quando ela ainda cantava para a Furacão 2000. Modificada? Claro! Batida de funk tem, mas bem de leve. A música da garota com raiva de traição e que vai aprontar durante a noite. Não perdeu, como algumas das anteriores, a força.

Anitta é uma cantora nova que ter que fazer nome numa selva chamada indústria musical que é capaz de ter colocar no topo das paradas em um dia e no abismo do esquecimento no outro. A artista tem construído uma carreira sólida e esse álbum ilustra bem isso.
Mesmo tendo começado como cantora de funk melody, parece que essa não é o caminho que a cantora quer tomar. Ela quer ser diva. Uma diva pop. Com músicas sobre amor, rapazes, poder feminino e sem nenhum palavrão ou baixaria e clipes e coreografias.
Entre álbum inicial e o Bonus Track percebe-se essa mudança. Seu álbum mostra a transição de uma menina meiga e abusada para uma mulher poderosa e com atitude, de uma garota do funk para uma cantora pop diva. Um prato cheio para os amantes de música pop, uma pequena decepção para os amantes de funk melody. Mas não é esse o caminho que outro cantor de funk, Naldo, seguiu também?
A indústria musical pop brasileira está renascendo e isso é algo muito bom. Anitta renovou a proposta que cantoras do início do século e vem trazendo um som novo. Com ela é possível cantar pop, reggae, funk e levar sua ideia de poder feminino a todos os cantos. O álbum, como seu show, não é para quem tem preconceito musical – ou não deveria ser – porque você pode encontrar de tudo. A partir dele, entretanto, também entendemos algo que veremos com pouca frequência: o tradicional e inesquecível batidão do funk que a consagrou.

Curta o DMT no Facebook e receba notícias diretamente em sua timeline.

Tags

Escrito por
Postado dia 03 de julho de 2013

Comentários

DAMMIT.com.br © 2012 - 2014    —    Alguns direitos reservados