Bookly

DAMMIT Entrevista: Jenny Han, autora da trilogia “Para Todos Garotos Que Já Amei”

Em conversa com o DAMMIT, a escritora fala sobre os seus livros e o primeiro filme da saga.


Neste ano, uma das convidadas da Bienal Internacional do Livro, que em 2017 aconteceu no Rio de Janeiro, foi a escritora Jenny Han, autora da trilogia Para Todos Garotos Que Já Amei (Intrínseca). Aproveitando o momento, o DAMMIT conversou com a escritora, que por aqui faz muito sucesso entre jovens e adolescentes.

Seus livros – Para Todos Garotos Que Já Amei, P.S.: Ainda Amo Você e Agora e Para Sempre, Lara Jean – já venderam milhares de exemplares e, para a Bienal, até ganharam um box exclusivo. A saga, que teve seu último volume lançado neste ano, conta a história de Lara Jean, uma garota que guarda suas cartas de amor num chapéu que ganhou da mãe. Acontece que essas cartas não foram escritas para ela, e sim por ela – são cinco ao todo. Mas, apesar de pensar que suas palavras nunca serão lidas por ninguém, a vida amorosa de Lara muda completamente quando as cartas são enviadas aos destinatários. Fofo!

Abaixo, confira a entrevista completa com a autora:

DAMMIT: Para começar, qual foi o maior desafio que você encontrou quando começou a escrever para o público jovem?
Jenny Han: Acho que o maior desafio é acompanhá-los! Quando você escreve uma série, você tem que terminar o próximo livro dentro de um ano, porque seu público está ficando cada vez mais velho e você não quer perdê-los. Mas, não tenho o que reclamar. Esses fãs são muito leais e tenho alguns leitores que acompanham as minhas histórias desde quando eram adolescentes, e agora são adultos.

No livro, você fala sobre temas importantes, como feminismo. Então, atualmente, você acha que é essencial falar sobre essas questões num livro?
Acho que é sempre importante lidar com questões difíceis, mas, sim, neste momento específico sinto que é essencial falar sobre essas coisas.

Foi difícil escrever o livro final da saga? Como você se despediu de Lara?
Foi difícil porque eu queria que os fãs se sentissem realmente satisfeitos com o final. Então, tentei trazer ao livro o máximo de esperança e otimismo possível, porque a Lara é uma personagem esperançosa e otimista.

Você já imaginou um final diferente ao que você deu a Lara? 
Nunca tenho certeza de como vou terminar um livro, então imaginei diversos tipos de finais. Mas, todos eles terminavam no mesmo lugar – exatamente como foi.

Se você pudesse escrever uma carta a qualquer pessoa do mundo, para quem seria?
Gostaria de escrever uma carta a Michelle Obama, dizendo-lhe o quanto eu a admiro.

Quando você estava escrevendo a saga, você imaginou que ela se tornaria um filme?
Eu esperava, mas essa é uma coisa que a gente nunca sabe de verdade.

E agora … isso é real! Você fará parte de alguma forma da produção do filme?
Cheguei a visitar o set algumas vezes, e sempre que o diretor tem dúvidas sobre os personagens, fico feliz em respondê-las. Eu também ajudei na parte das roupas, o que é muito legal. A moda de Lara é uma grande parte de seu personagem: É como ela se expressa, como ela se apresenta ao mundo. Então, eu realmente queria ter certeza de que eles conseguiram fazer isso da maneira certa.

O que você pode nos contar sobre o filme?
Ainda não vi o filme, mas do que vi no set, vai ser divertido, doce e romântico. Os atores tem uma grande química, e todos eles estão realmente comprometidos em trazer esses personagens e a história à vida. Mal posso esperar para vê-lo. Espero que os fãs adorem!

Curta nosso e receba notícias direto na sua timeline.


Tags

Comentários